Colagem-Ponto-3-Firmamento-d.jpg
Igreja de São Frei Galvão do bairro Shopping Park
Thiago Henrique Castro Braga

Thiago Henrique Castro Braga

Orientação:

Patrícia Pimenta Azevedo Ribeiro

2012/2

tcc

Para o trabalho final de graduação decidi projetar um edifício igreja para uma comunidade católica de Uberlândia. Por meio de uma pesquisa na diocese, tomei conhecimento da comunidade de São Frei Galvão, no Bairro Shopping Park. São Frei Galvão é um santo Brasileiro, padroeiro dos profissionais da construção civil em geral. A comunidade já possuía o terreno para a construção da Igreja e faltava somente um projeto de arquitetura. O projeto iniciou através de uma aproximação com a comunidade São Frei Galvão, a fim de levantar o programa de necessidades. Este foi constituído de três espaços principais: i) Ambiente para celebração eucarística; ii) Ambiente para catequese e pastoral da família; iii) Ambientes de apoio. O programa simples se tornou mais complexo e rico quando comecei a estudar os edifícios Igreja e os elementos que o constituem. A igreja foi pensada desde o início na completa escuridão. Um sólido opaco, sem aberturas. É como se fosse um papel preto. Então o arquiteto desenha a luz. As aberturas foram criadas com objetivos específicos, de modo a contribuir para a contemplação dos mistérios eucarísticos e participação da Santa Missa. Apesar do lote destinado a construção possuir apenas 300 m², era necessário propor um edifício que a comunidade pudesse se orgulhar. Para isso, empenhei-me em trabalhar a matéria construtiva e a forma. Buscou-se explorar a capacidade estrutural do tijolo cerâmico. A forma foi resultado desta exploração. Desenhei uma torre alta com o objetivo de indicar o local de encontro da comunidade. Queria que uma pessoa, ao caminhar pelo bairro, fosse capaz de, mesmo de longe, avistar a torre e a cruz. Assim saberia o local da igreja, onde o mistério pascal é celebrado, revelado e distribuído. Após a finalização da faculdade, no ano de 2013, organizei o projeto da igreja e o entreguei de presente à comunidade. Tentamos viabilizar a construção, mas alguns empecilhos impediram sua concretização: i) Não encontramos engenheiros estruturais na cidade de Uberlândia capazes ou interessados em dimensionar a abóbada de tijolo cerâmico; ii) Os tijolos que seriam utilizados para a construção da abóbada teriam função estrutural. Era necessário que sua produção seguisse padrões mais rigorosos de qualidade. A única empresa que fabricava os tijolos adequados localizava-se no estado de São Paulo. Na época, a comunidade não teve condições de superar tais empecilhos e o projeto foi cancelado.Durante o processo de projeto meu coração esteve impregnado das obras de Mario Botta, Louis Kahn, Tadao Ando, Paulo Mendes, Angelo Bucci, Solano Benitez e não menos importante Le Corbusier. Minha orientadora Patrícia, com muito esforço, me ajudou a compreender a importância da forma. A professora Themis Lima me ensinou a explorar a luz por meio de maquetes. Maria Eliza me ajudou a entender o contexto urbano e Adriano Tomitão me ajudou a superar uma das encruzilhadas do projeto em um picar de olhos. Com muita alegria apresentei o projeto e concluí a faculdade. Muito obrigado a todos os professores. Sem eles não teria me tornado o arquiteto que sou hoje.

Add a Title
Add a Title
Add a Title
Add a Title
Add a Title
Add a Title

Thiago Henrique Castro Braga

logo_faued_sem_fundo.png
logo-ufu.png